Orçamento familiar: o que é e qual a sua importância?

Você já parou para pensar na importância do orçamento familiar?

O bem-estar de uma família envolve uma série de coisas, como alimentação, saúde, educação, lazer, investimentos e muito mais. 

Apesar de tudo isso, muitos casais brasileiros não se planejam financeiramente, seja por falta de conhecimento sobre o tema ou por não saberem lidar com o dinheiro. 

Segundo estudo do Itaú Unibanco em parceria com o Datafolha, quase todos os brasileiros (97%) possuem dificuldade em lidar com o próprio dinheiro e praticamente metade (49%) evita pensar nesse assunto para não se frustrar. 

Realizar um orçamento familiar é essencial para evitar dívidas, manter as contas em dia e conquistar objetivos, que pode ser comprar um imóvel, fazer uma viagem ou investir para o futuro dos filhos

Se você ainda não tem um orçamento familiar e não sabe por onde começar a fazer o seu, no conteúdo de hoje você descobrirá o que é, sua importância e dicas de como fazê-lo de forma prática.

Confira abaixo!

O que é o orçamento familiar?

Orçamento familiar, de forma resumida, é uma ferramenta que serve para te ajudar a controlar as receitas e despesas da família, ou seja, todo o dinheiro que entra e que sai. 

Seja registrado no papel, em planilha de Excel ou em um aplicativo, o orçamento familiar garante uma visão geral das suas contas para que você possa mantê-las equilibradas e se planejar para atingir objetivos futuros.

Para fazer um orçamento familiar, é importante registrar absolutamente tudo o que entra (salário, rendimentos de aplicações, bônus, renda extra etc.) e tudo o que sai (contas, prestações, aluguel, impostos, etc.) para ter certeza de que está gastando menos do que ganha e investindo um percentual.

orçamento familiar
  • Save

Importância do orçamento familiar

Conforme explicamos anteriormente, o orçamento familiar permite uma visão ampla e clara das receitas e despesas de uma família, com o objetivo de manter as finanças sob controle. 

Muitos não imaginam, mas as dívidas e a instabilidade financeira podem causar muitas preocupações em um lar, principalmente quando é composto por filhos pequenos.  

O orçamento familiar garante o bem-estar de toda a família, pois com um bom planejamento, é possível criar uma reserva financeira para ser utilizada em casos de imprevistos ou emergências. 

Outra vantagem do orçamento familiar é incentivar todos os integrantes da família – incluindo os filhos –  a adotarem melhores hábitos financeiros, evitando gastos desnecessários e o acúmulo de dívidas. 

Com organização, prazos e limites de gastos, você também evita atrasos nos pagamentos e, por consequência, elimina gastos com juros e multas. 

O orçamento familiar também garante maior liberdade para investir no futuro dos filhos, afinal, nada melhor do que destinar aquele valor que sobra todo mês para a previdência privada do seu pequeno

Ao manter um orçamento familiar, sua família terá como vantagem: 

  • Gastos mais responsáveis;
  • Redução das dívidas;
  • Planejamento financeiro;
  • Reserva de emergência. 
  • Possibilidade de investimentos para o futuro dos filhos. 


Como fazer o orçamento familiar?

Antes de começar a organizar seu orçamento familiar, é importante ter em mente que todos os integrantes da família precisam participar do processo.

Portanto, o primeiro passo é reunir todos os envolvidos para explicar sobre as vantagens do controle financeiro, como isso pode impactar no futuro da família e porque devem colaborar. Você pode, inclusive, utilizar esse conteúdo como guia! 

Após a conscientização, é hora de colocar a mão na massa! Confira abaixo algumas dicas a seguir:

1. Faça um levantamento das receitas e das despesas

Para começar, crie uma planilha no Excel ou utilize algum outro meio para listar todos os gastos mensais da casa: água, luz, prestação, condomínio, telefone, internet, TV a cabo, alimentação e tudo o que mais se encaixar nessa categoria. 

Você também deve listar todos os gastos individuais que saem do orçamento geral, como cursos, atividades extracurriculares das crianças, etc.

Em seguida, liste todas as receitas (entradas de dinheiro), como salários, rendimentos de aplicações, trabalhos freelancer, rendas extras, etc. 

  • Save

2. Para onde vai o dinheiro? 

Uma vez lançadas todas as receitas e despesas na planilha, você deve analisar para onde o seu dinheiro está indo, ou seja, se está gastando mais com despesas fixas ou variáveis

Despesas consideradas fixas (aluguel, prestações, combustível, água, luz, gás) são inevitáveis. É claro que podemos tentar renegociar juros ou economizar no consumo, mas ao final, não há escapatória para certos gastos. 

Já as despesas variáveis, como lazer, cuidados pessoais, vestuário, planos de celular, assinaturas de serviços online e TV a cabo precisam ser estudadas e avaliadas com muito carinho pois, às vezes, acabam levando uma quantia considerável do orçamento familiar. 

Dessa forma, após analisar as despesas, é muito importante verificar se há a necessidade de diminuir gastos considerados supérfluos. 

Para te ajudar, você pode usar a técnica 50/30/20, que sugere a organização do orçamento em: 50% para despesas fixas, 30% para despesas variáveis e 20% para investir no futuro. 

3. Estabeleça metas financeiras 

Estabelecer metas financeiras de curto, médio e longo prazo também faz parte do processo de desenvolvimento do orçamento familiar.

É recomendado ter uma lista de produtos e serviços que a família deseja adquirir a curto prazo, além de objetivos maiores de médio e longo prazo, como fazer uma viagem em família, comprar um imóvel, pagar a faculdade dos filhos, se aposentar, etc. 

Você deve ter essa lista para saber o quanto deverá economizar para atingir cada uma dessas metas no tempo estipulado. 

4. Guarde dinheiro para investir e ter uma reserva 

Ao fazer todo o controle financeiro, é importante manter bons hábitos financeiros, como manter as contas equilibradas, gastar menos do que ganhar e guardar parte do dinheiro para investir e ter uma reserva financeira. 

O ideal é destinar no mínimo 10% da sua renda mensal para investir em ativos que possam te ajudar a aumentar seu patrimônio e garantir o futuro dos seus filhos. 

E você? Já sabe quais são as despesas e receitas de sua família? Será que tem algum gasto supérfluo que pode ser eliminado? 

Essas respostas podem ser encontradas no seu orçamento familiar! 

Se você ainda não fez o seu, chame sua família para uma conversa e comece hoje mesmo a desenvolvê-lo!

  • Save

Tenha um orçamento familiar e não esqueça de pulpar para o futuro do seu filho!

Ter um orçamento familiar pode te ajudar a manter as finanças organizadas, mas também possibilitar investimentos mais consistentes para o futuro do seu filho.

A Pulpa é o aplicativo para guardar dinheiro para o futuro da criança que você ama. Seguro e colaborativo. 

O melhor de tudo é que, diferente da poupança, que oferece rendimentos abaixo da inflação, na Pulpa você pode guardar o dinheiro e vê-lo crescer igual ao seu pequeno. 

E todo mundo que quiser pode colaborar: avós, tios, primos, padrinhos, amigos e conhecidos. 

O segredo da Pulpa está justamente no tempo + pessoas.

Pulpar é dar o futuro de presente! Conheça mais sobre a Pulpa e baixe o aplicativo Pulpa em seu celular.  

Não esqueça de nos seguir no Instagram para mais conteúdos!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap